Gestão de estoque loja de roupas

Não importa o tamanho de sua loja, ter controle de estoque efetivo é fundamental para ter um negócio saudável, uma vez que o estoque é um investimento e faz parte do ativo da empresa e necessita ser gerenciado cuidadosamente.

A partir das informações obtidas, que você consegue maior assertividade nas compras, identificação de baixo giro e acompanhamento das peças que estão tendo melhores resultados nas vendas.

 

Como fazer controle de estoque de loja de roupas?

 

1 – Tenha um sistema de gestão de estoques, que lhe permita ter uma efetiva gestão de estoque

A escolha de um software que seja aderente ao seu negócio é vital para o sucesso do controle de estoque. Softwares genéricos que atendem diferentes segmentos de varejo, podem não lhe oferecer informações fundamentais para tomadas de decisão, uma vez que a gestão do estoque de uma loja de roupas é totalmente diferente de um supermercado.

2 – Classifique os produtos

O primeiro passo para gerenciar o estoque de uma loja é classificar todos os produtos comercializados. Essa classificação deve levar em consideração diversos critérios, quanto maior a especificidade, melhores serão as informações obtidas.

As roupas podem ser classificadas de inúmeras formas, como:
– gênero (masculino ou feminino);
– tipos (camisas, camisetas, calças, bermudas);
– tipos de tecido (malha, jeans, viscose);

– coleções (inverno, verão, meia-estação);

– marcas;

– fornecedores;

– tamanhos (PP, P, M, G e GG);
– cores.

 

3 – Trabalhe com código de barras

Para organizar um estoque de roupas com eficiência e permitir que as saídas sejam mais ágeis, é importante implantar um sistema de código de barras. Dessa maneira, os produtos são etiquetados, contribuindo com a organização, mas também no seu gerenciamento.

4 – Entenda as operações de entradas e saídas de estoque

A quantidade em estoque de um produto é consequência das movimentações registradas, logo, a gestão do estoque não é a causa, mas sim, a consequência dos registros de todas as operações do produto, tais como: compra, venda, troca, devolução de compra, doações, perca, etc.

5 – Realize balanços periódicos do estoque

O balanço consiste nos levantamentos a respeito da quantidade de cada produto existente no estoque físico. O sistema irá confrontar a quantidade informada no balanço com a quantidade existente no estoque, realizando ajustes (se necessário) no estoque de acordo com a contagem do balanço.

Tão importante quanto a realização periódica de balanços é a análise das diferenças de estoque encontradas nesse processo, pois só assim, será possível aprimorar os processos de entradas e saídas de estoque.

6 – Ouça o que o estoque tem a dizer

O estoque pode dizer muito sobre o seu público, sendo  possível identificar os meses que os clientes buscam mercadorias específicas, quais os produtos mais vendidos, quando a procura por eles cai e até mesmo que artigos só estão pegando pó. Tudo isso ajuda a manter o seu estoque com as quantidades certas de cada item.